Projeto "Redação em foco"

Aluno: Ubiratan Sardinha Junior
Professora Responsável: Antônia Loureiro
Turma: 2º Ano - 01 - Ensino Médio

Título: Um Planeta Sufocado

Nos últimos anos, as emissões de CO2 (gás carbônico) na atmosfera atingiram níveis alarmantes, gerando impactos e desastres até então inimagináveis. Com isso, as sociedades mundiais assistem, na atualidade, uma gama de consequências que vão desde chuvas ácidas a alagamentos históricos de grandes cidades. Portanto, fazem-se necessárias medidas efetivas de diminuição dos níveis de CO2, tendo em vista que a problemática poderá abalar a própria existência humana no planeta.

O advento industrial do século XVIII provocou mudanças significativas na ordem mundial, com ele a degradação humana, sobretudo a poluição atmosférica, na natureza aumentou exponencialmente. Dados recentes do Eco Debate apontam que o ano de 2016 foi o mais quente da história, o que trouxe significativos impactos como o furacão Metthew, que deixou mais de oito mil mortos no Haiti. Logo, é notório como a natureza funciona em um equilíbrio tênue, e, ao quebrá-lo a raça humana caminha para o próprio abismo.

Com isso, é possível identificar os principais agentes poluidores, que são os automóveis, a atividade industrial e as queimadas. Todos os dias, toneladas de gases poluentes são levados à atmosfera por esses meios, e o excedente fica retido, gerando o aumento do efeito estufa, causando o aquecimento global. Os impactos ambientais, econômicos e sociais gerados por ele são inúmeros, e os que mais sofrem com essa mudança gigantesca são as populações dos países pobres, que veem surtos de doenças, secas prolongadas, colheitas destruídas, enchentes e deslizamentos se tornarem cada vez mais frequentes.

Logo, é preciso uma ação rápida para impedir que a problemática tome rumos irreversíveis. O primeiro passo passa diminuição da emissão de CO2 na atmosférica deverá ser feito de forma conjunta nas convenções climáticas, por meio de acordo mútuo entre os Governos Federais, estabelecendo como obrigatória a utilização de catalizadores que purifiquem os gases liberados pelos escapamentos dos automóveis, pois atualmente, segundo o G1, o número de veículos chegou a marca de um bilhão. Assim, os números de poluição seriam diminuídos e os impactos da poluição amenizados.