Projeto "Redação em foco"

Aluna: Larissa da Costa Barro
Professora Responsável: Antonia Loureiro
Turma: 2º Ano - 02 - Ensino Médio

Título: Dificuldades de se locomover

“Todos têm direito de ir e vir”. É uma frase presente nos direitos humanos de deslocamento de cada um. Os meios de se deslocar no ambiente são variados, principalmente nas cidades, por carros, ônibus e em algumas há metrô, trens, até hidrovias. Contudo, o poder de “ir e vir” está tendo dificuldades de se realizar, causado pelas dificuldades na mobilidade urbana, falta de incentivos nos projetos, no planejamento e da vontade política. Havendo uma necessidade de solução, o governo precisa planejar abrir novos caminhos e reabrir outros.

Muitas das metrópoles de hoje têm sua formação antiga, suas ruas não foram preparadas para o grande fluxo de veículos que atuam agora. Houve um aumento na compra de carros, que foi o resultado do crescimento da economia e a redução de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), porém, as ruas já construídas não poderão ser aumentadas, assim como o planeta não suportaria o aumento da emissão de CO2 na atmosfera. Isso requer muita vontade política e dinheiro, para resolver problemas tão complexos.

O plano Nacional de Mobilidade Urbana, sancionado em 2012, com ações a ser realizadas para o desenvolvimento de planos de mobilidade, não caminhou. Planos de melhoria no transporte público e tendo até mais opções, têm suas dificuldades de realização. Um caso é BRTs (Bus Rapid Transit), realidade em umas cidades, esquecimentos em outras e vários outros projetos deixados de lado. Portanto, necessita-se organização, para uma boa qualidade de vida da população.

Enfim, o que é o melhor para solucionar tal problema é se levar realmente a sério projetos de mobilidade urbana que entrem nos meandros necessários para a sua execução. O governo federal, juntamente com os estaduais e municipais, criem um órgão fiscalizador, para fazer cumprir esse comprometimento com a população e essa se organizar para pressionar planos de solução do governo. Solução para cidades envoltas por água, seria hidrovias que desafogaria o trânsito. Somente assim, problemas de saúde, possíveis acidentes e horas no trânsito diminuirão.